Uma pesquisa avaliando a introdução de atividades virtuais em disciplinas presenciais de um curso de Engenharia Elétrica

Tese: “Uma proposta metodológica com apoio de tecnologias educacionais na Universidade: Um relatório de experiências do curso de Engenharia Elétrica
Autora: Lilia Maria Marques Siqueira - Doutorado em Educação – PUCPR, 2010. Orientação: Patrícia Torres

Uma versão sintética do trabalho encontra-se num artigo da mesma autora: O ENSINO HÍBRIDO DA ELETRICIDADE UTILIZANDO OBJETOS DE APRENDIZAGEM NA ENGENHARIA (Caderno Brasileiro de Ensino de Física, 27, n. 2, 2010).

Dividimos essa resenha em duas partes: primeiro um resumo do trabalho da autora e no final, alguns comentários nossos. Destacamos alguns aspectos da proposta metodológica de ensino utilizada, algumas características dos objetos de aprendizagem e do design instrucional e aspectos da metodologia de pesquisa utilizada para avaliar o funcionamento dos objetos em situação de ensino, no desenvolvimento do próprio curso.

1ª parte: Resumo do trabalho

Trata-se de uma proposta de hibridização do ensino das Disciplinas de Eletricidade e Circuitos Elétricos na Engenharia, por meio de ambiente virtual de aprendizagem, ou seja, do uso de um ambiente virtual no contexto do ensino presencial, conforme permite a legislação brasileira. A experiência foi realizada com alunos matriculados no curso de Eng. Elétrica da PUCPR.
A autora, engenheira elétrica, também fez o mestrado na área de EaD, sobre aprendizagem colaborativa de Eletricidade, é professora da PUCPR e coordenadora da Educação a Distância daquela universidade, segundo informações de seu Lattes. A orientadora, também da PUCPR, é pedagoga, trabalha, pesquisa e orienta há vários sobre EaD e tecnologias na educação.
Os objetos de aprendizagem foram ancorados em um ambiente educacional virtual próprio da PUCPR, o EUREKA, e frequentados à distância durante um semestre letivo. Para o autor, o uso do computador e as novas TIC’s têm provocado grandes mudanças no ensino EAD, caracterizado pelos ambientes virtuais. Mas a utilização de meios digitais educacionais não significa digitalizar conteúdos prontos e disponibilizar aos alunos. Requer uma reestruturação na forma de pensar e planejar, tomando como foco o aluno e as diferentes formas de aprender.
Uma das estratégias dói o uso de mapas conceituais. Para construção dos mapas conceituais, foi utilizado um software gratuito CmapTools. A disciplina foi dividida em módulos e para cada módulo, um mapa conceitual foi construído. A participação no ambiente foi obrigatória, os alunos matriculados na disciplina de Eletricidade, já eram automaticamente inscritos no ambiente.
Para cada Unidade, foi acrescentado ao texto, vídeos com locução e legenda e imagens obtidas nos laboratórios de Física e Circuitos Elétricos. Cremos que essa integração entre texto e imagens possa ser considerada a característica principal dos objetos de aprendizagem e repercutindo numa mudança em termos de design instrucional, pois contribuiu para a relação entre os conteúdos da disciplina e conteúdos profissionais e contextualização.
Através dos depoimentos dos alunos permitiu afirmar que o estudo por meio dos objetos de aprendizagem disponibilizados no ambiente virtual possui vantagens em relação ao livro-texto, contribuindo para a aprendizagem.

Questão central da pesquisa:quais os impactos junto aos alunos da utilização de um objeto de aprendizagem para as disciplinas de Eletricidade e Circuitos Elétricos, ancorados em um ambiente virtual, dentro de uma proposta metodológica de educação online mediada por computador?” (p. 25)

Na verdade, o foco recai sobre a comparação com o uso exclusivo do livro-texto.

Metodologia de Pesquisa
Houve um acompanhamento da pesquisadora durante todo o curso, virtual e presencialmente.
Ao término do semestre os alunos responderam a um questionário online disponível no próprio ambiente, mas utilizando software específico (surveymonkey). Esse questionário foi dividido em 4 partes:
1- Questões relacionadas ao estilo de aprendizagem – com 12 perguntas

2- Questões relativas à familiaridade com as atividades mediadas por computador

3- Questões técnicas, relacionadas a compreensão do conteúdo.

4- Atividades autoavaliativas da aprendizagem

Também foi aplicado um questionário aos professores que ministravam essa disciplina para avaliação do material didático, dividido em três partes envolvendo respectivamente aspectos ergonômicos, comunicacionais e pedagógicos.
Diferente do relatado em seu artigo, o sistema de aprendizagem hibrido também foi utilizado nos cursos de Arquitetura, Eng Elétrica e Ciência da Computação.

Instrumento de Coleta de Dados
As questões técnicas sobre o conteúdo do material didático online pretendiam investigar a interatividade do aluno com o material.
A avaliação das respostas deste questionário entrou na composição de nota final do semestre.
A coleta de dados das respostas foi feita através de um programa chamado SURVEYMONKEY (empresa americana que disponibiliza um software para pesquisas tipo survey on-line. Há planos pagos e planos gratuitos de uso mediando inscrição na página).

Discussão dos Resultados
A autora ressalta a importância de que a coleta de dados não seja apenas com questões fechadas, nas quais os indivíduos pesquisados se posicionarão frente ao tema escolhendo alternativas previamente estipuladas pelo pesquisador. Para evitar que isso aconteça é preciso propor um conjunto de perguntas abertas.

Análise dos Dados Quantitativos

Para subsidiar e fortalecer a análise quantitativa acrescentou-se o tratamento estatístico dos dados permitindo o cruzamento das seguintes categorias: curso/turno/gênero/jornada de trabalho/ estilo de aprendizagem com as respostas dos questionários.

  • Resultado da avaliação 3 (Material Didático)

Um percentual de 53% dos alunos não conseguiu completar a leitura do material. Sendo que  38% eram alunos do curso de Arquitetura.
Para justificar, os alunos relataram a falta de tempo. Também foi relatado por parte dos alunos que preferem o ensino presencial encontrou dificuldades de acesso a internet e também foi relatada por partes dos alunos a facilidade de distração na internet.
Os alunos de Arquitetura encontraram dificuldades na compreensão e que o material era muito extenso.
Os alunos da Engenharia Elétrica Aprovaram o material didático, fizeram comentários positivos relacionados aos textos apresentados no ambiente.
Os alunos da Ciência da Computação não fizeram comentários.

Avaliação do Questionário Aplicado aos Professores

- O ponto de vista negativo mais relevante foi o tempo à leitura;

- Foi considerada excelente a qualidade dos recursos utilizados;

- Os exercícios eram poucos e não muito claros;

- Quanto ao conteúdo do material didático online apresentado, favorece o aprendizado.

Questionário: Material Didático online X Livro Texto

Como vantagens, 22,6% dos alunos apontaram o conteúdo como mais atraente, investigativo e agradável, 19% dos alunos atribuíram como vantagens conter gráficos, animações e vídeos inseridos dentro do material didático online, 17% dos alunos atribuiu como vantagem a possibilidade de acesso ao material de qualquer lugar, basta ter internet.
Um dos pontos negativos relatados foi o fato dos exercícios serem poucos.
“Pelos depoimentos, observou-se para alguns alunos uma falta de programação para dimensionar o tempo de estudo online”.
De modo geral, o programa amplia as oportunidades de aprendizagem, complementando as atividades presenciais.

2ª parte: Alguns comentários nossos

Graus de Iconicidade e relação imagem-texto
Chamou-nos atenção no trabalho da autora, o fato de que os objetos de aprendizagem constituíram-se de módulos com uma grande integração entre imagem fixas (fotografias, de um baixo grau de iconicidade[i]), e explicações (texto) oral e imagens de vídeo (portanto, tb. com um baixo grau de iconicidade). Notamos, aliás, no trabalho da autora, telas em que apareciam imagens com mais de um grau de iconicidade (cf. p. 346 do artigo).

Foco na interatividade e não interação e significação
É importante destacar que o design pedagógico dos objetos de aprendizagem dessa disciplina privilegiou o autoestudo, e não a aprendizagem colaborativa ou a interação comunicativa on-line, seja síncrona ou assíncrona, entre alunos e entre alunos e professores e tutores. Essas dimensões ficaram para o lado presencial da disciplina que não foi analisado. Por exemplo, percebe-se a inexistência de fóruns e wikis. A programação do curso previa que as unidades eram trabalhadas virtualmente 15 dias antes do respectivo encontro presencial, quando eram realizadas às vezes atividades em pequenos grupos.
Também é preciso pontuar que a metodologia utilizada pela pesquisa não permitiu compreender como os alunos construíram conhecimentos na relação com o material, ou seja, a leitura propriamente dita, enquanto produção de sentidos. Isso sugere a necessidade de adaptarmos pesquisas com esse foco metodológico voltadas para materiais escritos para o caso dos ambientes virtuais, ou seja, algo na perspectiva do trabalho de Lemke, por exemplo, autor da área de educação em ciências cujos trabalhos por sua vez se pautam em Bakhtin e Vigostki, entre outros.

Keilli Luz
Henrique Silva


[i] Sobre a relação entre iconicidade e epistemologia, no caso, realismo crítico, há vários trabalhos na área como o meu próprio artigo Silva (2006), o de Silva e Martins (2008), apresentado no XI EPEF, e o de Medeiros e Medeiros (2001).

About these ads

Sobre Henrique Silva

Formado em Física, Doutor em Educação, professor do Centro de Ciências da Educação da UFSC. Pesquisador da área de Ensino de Física/Ensino de Ciências.
Esse post foi publicado em Artigos, Tese, Dissertações, Resenhas, Avaliação de Curso e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s